Raw atropela Smackdown e vence por 6-0



Data: 18 de novembro de 2018
Arena: Staples Center
Localidade: Los Angeles, Califórnia




5-on-5 Survivor Series elimination match:
Team Raw (Mickie James, Nia Jax, Tamina, Sasha Banks e Bayley) vs. Team SmackDown (Carmella, Naomi, Sonya Deville, Asuka e Mandy Rose)
Tamina e Naomi abriram as hostilidades. A primeira eliminou a segunda após um Superkick mas foi surpreendida em seguida por um roll-up de Carmella.
Depois de vários minutos sem eliminações, Mandy Rose afastou Mickie James depois de esta ter sido surpreendida por um golpe de Sonya Deville.
A Team Raw respondeu com a eliminação de Carmella por parte de Bayley, após um Bayley-to-Belly, e voltou a estar em vantagem depois de Sasha Banks fazer Mandy Rose desistir através de um Bank Statement.
Pouco depois, Bayley e Sonya Deville foram eliminadas por count-out e deixaram Asuka diante de Sasha Banks e Nia Jax. Asuka e Sasha Banks estiveram algum tempo a lutar uma contra a outra, até Nia Jax trair a companheira de equipa, atirando-a a partir da corda superior e permitindo que a nipónica aplicasse o Asuka Lock.
Apesar da traição, Nia Jax fez questão de ganhar o combate, batendo Asuka após um Samoan Drop.
Sobrevivente: Nia Jax (Team Raw)
Nota: 6/10


Seth Rollins [campeão intercontinental] vs. Shinsuke Nakamura [campeão dos EUA]
Combate entretido, com várias provocações de parte a parte. Sem um domínio muito prolongado de qualquer um dos dois, o duelo foi equilibrado e disputado taco-a-taco.   
A ponta final foi recheada de ataques, contra-ataques e near falls, com a iminência de um pin fall vitorioso mas incerteza quanto ao vencedor.
Depois de Rollins ter falhado um Frog Splash, Nakamura surpreendeu com um Kinshasa na nuca, mas os efeitos não passaram da near fall. Pouco depois, ambos foram falhando consecutivamente os respetivos finishers até Rollins acertar com o Curb Stomp.
Vencedor: Seth Rollins
Nota: 8,5/10


AOP (Akam e Rezar) [campeões de tag team do Raw] vs. The Bar (Cesaro e Sheamus) [campeões de tag team do SmackDown]
Combate bastante físico, o que já se previa, dadas as características dos intervenientes.  
A dada altura, Cesaro surpreendeu um dos AOP com um Uppercut e Sheamus completou a ofensiva com um Brogue Kick, mas Drake Maverick colocou do parceiro em cima da corda. Gerou-se uma confusão e alguma distração para os The Bar, tendo os AOP aproveitado para um double team e o pin fall vitorioso.
3-0 para a Raw.
Vencedores: AOP (Akam e Rezar)
Nota: 6/10


WWE Cruiserweight Championship:
Buddy Murphy (c) vs. Mustafa Ali
Combate que Buddy Murphy tentou controlar mais junto ao tapete face à vontade de arriscar e de voar por parte de Mustafa Ali, que umas vezes viu os voos correrem-lhe bem, outras nem tanto.
Depois de vários golpes de alto impacto de parte a parte, a vitória sorriu ao campeão após intercetar um voo do adversário uma joelhada e complementar com um Murphy's Law.
Vencedor: Buddy Murphy
Nota: 7/10


5-on-5 Survivor Series elimination match:
Team Raw (Dolph Ziggler, Drew McIntyre, Braun Strowman, Finn Bálor e Bobby Lashley) vs. Team SmackDown (The Miz, Shane McMahon, Rey Mysterio, Samoa Joe e Jeff Hardy)
O combate começou com uma desavença entre Strowman e McIntyre, mas ainda assim o escocês conseguiu dar vantagem à sua equipa após um Claymore em Samoa Joe.
Pouco depois, Dolph Ziggler esteve perto de dilatar essa vantagem afastar Shane McMahon após um Zig Zag, mas The Miz impediu que o assentamento chegasse ao fim.
Strowman entrou em cena, mas McIntyre aplicou o blind tag, motivando mais uma zanga entre os dois. Aproveitou a Team Smackdown para causar alguns estragos no Monster, com Shane a mergulhar sobre ele a partir de um dos cantos para cima de uma mesa de comentadores.
Entretanto, ainda cinco contra quatro, McIntyre não quis fazer o tag em Finn Bálor e este pontapeou pelas costas depois de lhe aplicar o blind tag. Apesar de Bálor ter começado em grande, acabou por ser eliminado por Rey Mysterio após um 619.
Após vários minutos sem eliminações e sempre com Ziggler a defender as cores da Raw, o Mr. Show Off lá foi eliminado por Shane McMahon na sequência de um Coast to Coast.
Quando Shane se preparava para um segundo Coast to Coast, mas em Bobby Lashley, Strowman intercetou-o com um Clothesline brutal, mas Mysterio evitou que Lashley fizesse o assentamento. O que ninguém evitou foi que Jeff Hardy fosse eliminado por Strowman depois de um Powerslam. O mesmo destino teve Mysterio logo de seguida e The Miz poucos minutos depois.
Perante isto, um bastante debilitado Shane McMahon teve de enfrentar Strowman, McIntyre e Lashley. Neste caso foi só Strowman, que promoveu a quarta eliminação da sua autoria e deu a quarta vitória da noite ao Monday Night Raw.
Sobreviventes: Drew McIntyre, Braun Strowman e Bobby Lashley (Team Raw)
Nota: 6,5/10


Ronda Rousey [campeã feminina do Raw] vs. Charlotte Flair
Combate muito pessoal, entre o maior nome da divisão feminina da WWE, Ronda Rousey, e aquela que se acredita ser a mais representativa lutadora desta geração, Charlotte Flair.   
A dada altura, Charlotte acertou com uma cotovelada e fez Ronda sangrar da boca. No entanto, a campeã do Raw não se sentiu fragilizada e procurou fazer a adversária desistir a todo o costo, tendo a filha de Ric Flair mostrado estar bem preparada, contra-atacando com pin falls rápidos, submissões e até com um Spear.
Com estilos contrastantes, uma enfurecida Ronda procurou causar estragos através de strikes e submissões à MMA, enquanto Charlotte respondeu com chapadas e submissões mais típicas do pro wrestling. No fundo, o combate contou uma história entre uma lutadora que importou o estilo de MMA para ser bem-sucedida e outra que procurou vencer utilizado wrestling.
O que estava a ser um duelo bastante intenso e bem disputado foi interrompido quando Charlotte intercetou Ronda Rousey com um kendo stick e utilizou-o dezenas de vezes para magoar a campeã do Raw, sendo desqualificada por isso.
Já desqualificada e enlouquecida, Charlotte aplicou um Natural Selection sobre uma cadeira, atacou os árbitros e entalou a cabeça de Ronda na cadeira, pisando-a.
Independentemente de tudo isso, o Raw chegou ao 5-0.
Vencedora: Ronda Rousey (por desqualificação)
Nota: 8/10


Brock Lesnar [campeão universal] vs. Daniel Bryan [campeão da WWE]
Combate que não era acontecer até alguns dias antes e que se realizou em condições pouco comuns, com ambos a vestirem a pele de heels. Face à diferença de estaturas, Daniel Bryan atacou as pernas de Lesnar e fugiu para fora do ringue, fazendo o campeão universal perder um pouco a paciência.   
Assim que Lesnar apanhou Bryan, deu início a uma ofensiva brutal, com o primeiro German Suplex a deixar o campeão da WWE em muito mau estado. Os seguintes deixaram-no ainda pior, parecendo um boneco a ser atirado ao ar, tal a facilidade com que Lesnar o projetava.
Depois de ser projetado várias vezes, Bryan sofreu o F-5 que lhe daria a derrota, mas Lesnar interrompeu o pin fall para se divertir mais um pouco.
Contudo, Bryan foi respondendo com alguns pontapés, tendo acertado em Lesnar com um golpe baixo sem que o árbitro visse e depois com o Running Knee, mas o assentamento não passou da near fall. Seguiram-se fortes pontapés em Lesnar e a possibilidade de uma surpresa cada vez mais presente.
Quando Bryan voava para um Suicide Dive, Lesnar intercetou-o e empurrou-o contra um dos postes por duas vezes. Nada que arrumasse o campeão da WWE, que voltou à carga e aplicou mais dois Running Knees, embora sem conseguir sem bem-sucedido nos assentamentos.
Depois dos seus típicos Dropkicks num dos cantos, Bryan fugiu do F-5 e aplicou um Yes Lock no centro do ringue. A muito custo, Lesnar lá se soltou da submissão e executou o F-5 vitorioso.
6-0 para o Raw, que atropelo!
Vencedor: Brock Lesnar
Nota: 8/10























#WWE #SDLive #Raw #SurvivorSeries