Análise de Portugal #26 - WWE NXT Takeover: Brooklyn IV

Ciampa retém o título após mais uma batalha com Gargano; Ricochet e Kairi Sane novos campeões



Data: 18 de agosto de 2018
Arena: Barclays Center
Localidade: Brooklyn, Nova Iorque




NXT Tag Team Championship:
The Undisputed Era (Kyle O'Reilly e Roderick Strong) (c) vs. Moustache Mountain (Tyler Bate e Trent Seven)
Combate equilibrado, disputado a um ritmo alto, emocionante e com golpes espetaculares pelo meio, como o público gosta.
Depois de algumas near falls, Strong e O’Reilly prenderam Seven e Bate em submissões, mas Bate conseguiu projetar O’Reilly para cima de Strong e quebrar a submissão que envolvia os homens legais. Seguiram-se alguma ação fora do ringue e um Tiger Bomb de Bate em Strong, que não passou da near fall.
Pouco depois, O’Reilly prendeu Bate num Figure Four Leg Lock, mas Bate conseguiu arrastar-se para o seu canto e fazer o tag em Seven. Os Moustache Mountain responderam com um double team devastador, mas O’Reilly conseguiu safar-se antes de o assentamento chegar ao fim.
Os Undisputed Era responderam também com um double team [Total Elimination] e alcançaram o triunfo.
Vencedores: The Undisputed Era (Kyle O'Reilly e Roderick Strong)
Nota: 8,5/10


EC3 vs. Velveteen Dream
Combate que começou com algumas provocações de Velveteen Dream, mas um domínio inicial por parte de EC3, bastante concentrado e calculista, a fazer valer a sua força ante a maior agilidade do adversário.
Ainda nos primeiros minutos, EC3 sofreu um DDT na rampa e ficou combalido durante muito tempo, sem conseguir dar uma resposta adequada à ofensiva de Dream. Curiosamente, essa resposta só começou a ser dada após Dream lhe ter atirado com água para a cara, em jeito de provocação.
Velveteen Dream aplicou um primeiro Dream Valley Driver no ringue, mas que não passou da near fall. Depois executou um segundo na borda, complementando-o com um Diving Elbow certeiro, obtendo a vitória no pin fall que se seguiu.
Vencedor: Velveteen Dream
Nota: 7/10


NXT North American Championship:
Adam Cole (c) vs. Ricochet
Adam Cole depressa se apanhou no controlo das operações, procurando imediatamente ganhar uma preciosa vantagem em termos físicos, através de submissões que só serviam para desgastar o adversário, e psicológicos, por via de várias provocações: “You’re not special!”, repetiu inúmeras vezes.
Numa fase em que Ricochet já se encontrava na mó de cima, Adam Cole intersectou-o em pleno ar com um Superkick e executou um Brainbuster imediatamente a seguir, mas os efeitos dos golpes não passaram da near fall.
Ricochet sobreviveu a esse momento, desviou-se de uma joelhada (sem joelheira) e avançou para uma série de moves que lhe garantiram a vitória e a conquista do título, com destaque para o 630º senton final.
Vencedor: Ricochet (novo campeão)
Nota: 8/10


NXT Women's Championship:
Shayna Baszler (c) vs. Kairi Sane
Combate bastante físico, sobretudo quando Shayna Baszler se encontrava numa posição dominante, o que se verificou durante largos minutos no início do combate. Quando ripostou, Kairi Sane fê-lo sobretudo através da velocidade e da agilidade.
Acabou por levar a melhor Sane, que surpreendeu Baszler através de um pin fall rápido.
Vencedora: Kairi Sane (nova campeã)
Nota: 6/10


Last Man Standing match pelo NXT Championship:
Tommaso Ciampa (c) vs. Johnny Gargano
Johnny Gargano não perdeu tempo e atacou Ciampa ainda antes de a campainha soar.  Autêntico grudge match, em que tudo valia para magoar o outro, desde a mesa de comentadores ao cimento por baixo dos colchões que rodeiam o ringue, passando por cadeiras e mesas.
A dada altura, Ciampa executou três Project Ciampa consecutivos, mas Gargano conseguiu levantar-se quando a contagem chegou aos oito.
O combate prosseguiu com o equilíbrio como nota dominante, havendo ocasiões em que cada um dos lutadores parecia dispor de uma oportunidade para sentenciar o combate.
Gargano plantou Ciampa na madeira do ringue (exposta após a retirada dos tapetes) com um DDT, mas o campeão levantou-se aos nove.
Pouco depois, Ciampa atirou Gargano contra a barreira de proteção e enterrou-o por baixo do que restava da mesa de comentadores destruída, mas Gargano também se levantou aos nove.
Seguiu-se outro dos momentos altos da contenda, com Gargano a pontapear Ciampa e este a cair em cima de duas mesas que estavam montadas fora do ringue, mas o campeão levantou-se aos nove com a ajuda de uma muleta.
Sem qualquer tipo de decisão no ringue e nas imediações, a luta prosseguiu no palco, onde Gargano algemou Ciampa e pontapeou-o várias vezes na cabeça. Ciampa levantou-se e Gargano tentou arrumar a questão através de uma joelhada, mas acabou por se lesionar ao aplica-la e acabou por ser Ciampa o único a corresponder à contagem.
Vencedor: Tommaso Ciampa
Nota: 9/10













Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.
Editado por: Milton Designer | ONLINE