Dalton Castle, Briscoes, Punishment Martínez e The Kingdom continuam campeões



Data: 29 de junho de 2018
Arena: UMBC Event Center
Localidade: Catonsville, Maryland


ROH World 6-Man Tag Team Championship:
The Kingdom (Matt Taven, TK O'Ryan e Vinny Marseglia) (c) vs. Los Ingobernables de Japon (Bushi, Evil e Sanada)
Combate entretido, mas algo confuso, que o The Kingdom venceu após um Rock Star Supernova.
Vencedores: The Kingdom (Matt Taven, TK O'Ryan e Vinny Marseglia)
Nota: 5,5/10


Flip Gordon vs. Bully Ray
Os dois não perderam tempo a dar início a um autêntico grudge match, que começou com Flip Gordon com um grande ímpeto, a acertar em Bully Ray com alguns pontapés e manobras aéreas.
Apesar de amassado, Bully Ray conseguiu virar um pouco o rumo dos acontecimentos ao intercetar o adversário com uma autêntica placagem. E depois de ter falhado um Splash, atingiu Gordon com um golpe baixo, provocando a própria desqualificação.
E depois de Bully Ray ter atingido Gordon com várias cadeiradas, também arrumou Cheeseburger, que procurava fazer o save. Acabou por ser Colt Cabana a aparecer e impedir mais estragos.
Vencedor: Flip Gordon (por desqualificação)
Nota: -


Sumie Sakai, Jenny Rose, Mayu Iwatani e Tenille Dashwood vs. Kelly Klein e Oedo Tai (Hazuki, Kagetsu e Hana Kimura)
Wrestling feminino de qualidade, dentro das possibilidades de um 8-woman tag team match. Boas sequências, golpes que não se limitaram ao básico e esteticamente bem executados, espaço para todas brilharem e alguma emoção.
Mayu Iwatani deu a vitória à sua equipa após um Bridging dragon suplex em Kelly Klein.
Vencedoras: Sumie Sakai, Jenny Rose, Mayu Iwatani e Tenille Dashwood
Nota: 6/10


Kenny King vs. Austin Aries
Apesar da animosidade, ambos apostaram no chain wrestling para os minutos iniciais do duelo. Depois, o veterano Austin Aries conseguiu assumir o controlo das operações, através de strikes e submissões – Kenny King ia respondendo timidamente nos intervalos da chuva.
A intensidade e o desempenho de King cresceu nos últimos minutos, mas ainda assim Austin Aries arrecadou a vitória, depois de um Discus Forearm e um Brainbuster.
Vencedor: Austin Aries
Nota: 7/10


Jay Lethal vs. Kushida
O combate começou com chain wrestling, mas depressa Kushida desatou a voar pelo ringue. Apesar do ímpeto do adversário, Jay Lethal conseguiu encontrar o antídoto para estabelecer um ponto de viragem, passando então a comandar, com alguma presunção à mistura.
Lethal acusou algum excesso de confiança e perdeu foco e tempo, permitindo que Kushida se desviasse de um Diving Elbow e o prendesse num Arm bar.
Lethal lá conseguiu sair do golpe e, depois de uma ponta final animada, alcançou o triunfo após um Lethal Injection.
Vencedor: Jay Lethal
Nota: 6,5/10


Baltimore Street Fight pelo ROH World Television Championship:
Punishment Martinez (c) vs. Adam Page
Os dois estavam tão ansiosos para se atacarem um ao outro que nem esperaram pela cerimónia de apresentação dos intervenientes no combate, começando logo a trocar golpes. Punishment Martínez foi o primeiro a ter um período de domínio, utilizando a borda do ringue e a barreira de proteção causar danos em Adam Page.
Page conseguiu soltar as amarras e, a dada altura, conseguiu aplicar um Cradle Piledriver em cima de uma cadeira, mas incrivelmente tal não foi suficiente para alcançar o triunfo.  
A partir de então, o duelo tornou-se muito dividido, com golpes de alto impacto e near falls para as duas partes. Martínez introduziu pioneses em ringue, mas acabou por cair em cima deles depois um Back Body Drop. Ainda assim, Martínez evitou que Page sentenciasse o combate e ainda alcançou a vitória, após um Chokeslam numa mesa.
Vencedor: Punishment Martinez
Nota: 6,5/10


ROH World Tag Team Championship:
The Briscoes (Mark e Jay Briscoe) (c) vs. The Young Bucks (Matt Jackson e Nick Jackson)
Um combate que já é um clássico na Ring Of Honor. Ritmo alucinante nos minutos iniciais, com Matt e Nick Jackson muitas vezes a funcionarem como espelho um do outro, algo que é agradável à vista mas que, se em excesso, corre o risco de tornar o combate demasiado coreografado, tipo dança.
O ritmo alucinante arrefeceu um pouco, mas não muito. A intensidade continuou bastante alta, sempre com golpes fantásticos de parte a parte e o equilíbrio como nota dominante.
Seguiu-se a fase mais emocionante: a dos false finishers e near falls. Meltzer Driver e Jay Driller são moves que normalmente chegam para alcançar o triunfo, mas que desta vez não. Apenas um double team a partir da corda superior, por parte dos Briscoes, colocou um ponto final ao combate.
Vencedores: The Briscoes (Mark e Jay Briscoe)
Nota: 8,5/10


ROH World Championship:
Dalton Castle (c) vs. Marty Scurll vs. Cody
Início de combate não muito intenso, mas equilibrado, com os três a apresentarem as respetivas candidaturas à vitória.
Dalton Castle partiu como campeão, mas acabou por ver os dois candidatos a esgrimirem argumentos no ringue durante um largo período. No entanto, quando voltou ao ringue, esteve perto de assegurar o triunfo após um Bang-A-Rang em Scurll. Valeu Magnus, a puxar a perna do árbitro. Quem também puxou a perna do árbitro instantes depois foi Cody, a impedir que Scurll vencesse Castle depois de lhe ter atingido com o cinto na cabeça.
A fase final da contenda foi pautada pelo equilíbrio e incerteza no resultado. Cody aplicou o Cross Rhodes em Scurll e Dalton Castle tentou aproveitar para efetuar o pin fall, mas Scurll evitou que o assentamento chegasse ao fim. Depois, Scurll executou um Cross Rhodes em Cody mas acabou por sofrer o Bang-A-Rang que deu a vitória ao campeão.
Vencedor: Dalton Castle
Nota: 7,5/10